• Modular Cursos

Como engajar meu time de manutenção? 7 Passos

Atualizado: 30 de Nov de 2020

Veja neste artigo os 7 passos para manter seu time de manutenção engajado e com alto desempenho. Afinal o gestor de manutenção é mais do que um gestor de máquinas, é um gestor de pessoas.

Se você trabalha com manutenção já deve ter ouvido: "As OS nunca estão preenchidas", "Ninguém leva o planejamento a sério", "Esse planejamento não serve pra nada", "Os indicadores são só pra dizer que tem", "Ninguém liga pro time de manutenção"


Se você já ouviu isso, não se preocupe, é mais comum do que você pensa. Mas neste artigo vamos falar sobre os 7 passos que você pode fazer para acabar com isso.


PASSO 1: Identifique o real problema da insatisfação.


As vezes a principal reclamação ou queixas de um problema, na verdade são apenas reclamações de um efeito causado pelo verdadeiro problema.


Exemplo: A equipe de técnicos reclama que o planejamento feito pelo PCM é ruim, porém no papel o planejamento é excelente. Será que a causa da reclamação realmente é o planejamento? As vezes a forma como esse planejamento está sendo repassado aos técnicos, as OS ou as reuniões não estão sendo efetivas. Neste caso, melhorar o planejamento não é o que vai trazer os melhores resultados, mas sim melhorar a comunicação. Fazer com que o planejamento colocado no papel entre no "sangue" do time que vai executar é que realmente vai mudar a situação. Por isso, identificar o real problema é o primeiro passo.


Como identificar o real problema? A melhor forma é por meio de comunicação franca, direta e constante. Esteja aberto e procure por feedbacks diários do seu time. Use perguntas no sistema funil, ou seja, comece com perguntas mais abrangentes, vá restringindo até que chegue ao centro do problema. Promova momentos de brainstorming durante reuniões e perceba não só o assunto, mas também a reação aos assuntos. Deixe sempre claro a sensação que todos são um time. E por fim, seja um ótimo ouvinte.


2 PASSO: Use as ferramentas de pesquisa de clima.


A pesquisa de clima tem se tornado cada vez mais comum nas mais diversas áreas. É uma excelente ferramenta para medir como está o engajamento e os relacionamentos internos do seu time. Muitas vezes é difícil achar o real problema que está afetando o seu time, e isso pode ocorrer pelos mas diversos motivos, como: medo da exposição, medo de ser julgado, de ser considerado o "traidor", receio de retaliações, vergonha e etc. Assim a pesquisa de clima por ser anônima e pessoal pode dar a oportunidade para que alguns assuntos venham a tona.


Recorra ao seu RH para montar uma boa pesquisa de clima, e não só isso, para montar um plano de ação em cima dos resultados da pesquisa. Tão importante quanto fazer é saber interpretar os resultados e saber como agir para corrigir os problemas encontrados.


3 PASSO: Seja bom em comunicar


No exemplo do primeiro passo vimos que o problema real da insatisfação era na verdade a falta (erro) de comunicação. Comunicar não está relacionado somente a comunicação verbal, mas também a comunicação corporal, escrita e até visual. Por isso, o importante é não só jogar a mensagem, mas ter certeza que ela foi recebida.


Exemplo: Imagine que você está jogando com um amigo seu, este jogo consiste em um jogar a bola pro outro sem deixar a bola cair. Ou seja, quanto melhor for jogado e recebido a bola melhor. Neste jogo se você jogar a bola forte de mais, talvez seu amigo não consiga pegar ou até pior, você pode acertar uma bolada com força no seu amigo e até machucá-lo. Se você jogar muito fraco, talvez ela nem alcance seu amigo. E se você decidir jogar a bola em um momento que seu amigo não está prestando atenção? Provavelmente não vai dar certo.


Com a comunicação acontece da mesma forma, devemos usar a intensidade certa, nem fraco e nem forte, devemos garantir que a outra pessoa está atenta, e visualizar se ela recebeu a informação.


Mas como fazer isso? Use técnicas de comunicação, como: gestão a vista (use cores, gráficos, sons, moldes, gabaritos, etc), reuniões diárias curtas e explicativas, feedback construtivos, promova treinamentos, desenvolva POPs e instruções de trabalho claras e objetivas, use termos simples e diretos ao descrever as OS, e conheça o público que você quer se comunicar.


4 PASSO: Desdobre os objetivos, metas, visão e missão da empresa.


Como diria o ditado, "para quem não tem destino, qualquer caminho é favorável". Não deixe seu time perdido sem saber para onde ir, e isso não diz respeito somente aos objetivos e metas da manutenção. Esclareça ao time de manutenção quais os objetivos da produção por exemplo. Saber qual a meta de produção, os prazos e os desafios da produção ajudará o time de manutenção a entender o motivo de não parar a maquina esta semana e pará-la somente semana que vem, ou qual o motivo de fazer tanta preventiva em uma máquina e na outra não.


Além disso, deixei claro os objetivos da empresa, onde ela quer chegar e como o setor de manutenção ajuda a alcançar esta meta, e como cada um do time individualmente contribui com este objetivo. Mostre também que os objetivos da manutenção estão ligados aos objetivos da empresa.


5 PASSO: Use os valores da empresa a seu favor.


A maioria das empresas tem como valores atitudes ou características nobres, como por exemplo: qualidade, amizade, inovação, etc. A WEG por exemplo, tem como um de seus valores o trabalho em equipe. Então mostrar esses valores como parte do seu comportamento cotidiano dentro da empresa, e ajudar a disseminar esses tipos de valores, faz com que as pessoas se unam mais, trabalhem com o mesmo espirito e se conectem com a empresa.


6 PASSO: Crie um PDI.


A grande maioria dos trabalhadores busca o reconhecimento, as vezes até mais que um aumento no salário. Por isso faça um PDI (Plano de Desenvolvimento Individual) de cada um do seu time, e mostre claramente onde eles podem chegar, o que precisam fazer, e a importância de cada um. Mostrar claramente o caminho do reconhecimento e do crescimento é algo motivador por si só.


7 PASSO: Seja um bom reconhecedor, um grande facilitador e um ótimo gestor.


Reconheça um bom trabalho, desde o mais simples até o mais complexo. Um simples parabéns cabe sempre bem, mas é necessário mais. Elogie e mostre que você reconhece algo pontual e específico, vá além do óbvio.


Gerencie a sua equipe como um facilitador, torne o trabalho da sua equipe sempre mais simples, eficiente e fácil. Excesso de trabalho, pressão, burocracia, rigidez e controle estão entre as principais causas de reclamações.


Seja um gestor, mesmo que você não seja "o gestor" da área. Seja o gestor do seu tempo, das suas atividades, das suas metas, objetivos, conflitos, problemas, etc. Aprender a se autogerenciar é fundamental para gerenciar os problemas dos outros.


[BÔNUS] 8 PASSO: Seja o exemplo.


Se você é o primeiro a reclamar e a desistir, nada nunca vai mudar. Talvez tudo a sua volta mude, mas você nunca verá. Então comece por você a mudança.


Que tal começar essa mudança se capacitando na área de gestão da manutenção?

Já viu nosso curso sobre planejamento e controle de manutenção? Então dá uma olhada.


CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS:


Gostou do conteúdo? Então deixa seu like pra sabermos se você está gostando dos conteúdos.
54 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo